sexta-feira, 11 de julho de 2014

Nomeação para Colônia

O Santo Padro nomeou Arcebispo Metropolita de Köln (Colônia - Alemanha) o Emº Cardeal Rainer Maria Woelki, transferindo-o da Sé Metropolitana de Berlim. 

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Protodiácono do Sacro Colégio

O Cardeal Protodiácono é aquele que detém a precedência entre os cardeais-diáconos. Ocupa o posto aquele que primeiro foi elevado à dignidade cardinalícia naquela ordem. Quando dois ou mais cardeais tiverem sido criados no mesmo consistório, tem precedência aquele cujo nome antecedeu aos demais no biglietto (decreto de criação).

Desempenha funções litúrgicas e cerimoniais. As mais destacadas são realizadas durante a Sé Vacante, no conclave e na coroação do novo Pontífice Romano. É o protodiácono que anuncia ao povo o nome do novo Papa. Pode também, em nome e por determinação do Sumo Pontífice, impor o Pálio aos Metropolitas.

Desde 12/06/2014 o Protodiácono do Sacro Colégio dos Cardeais é Sua Eminência Reverendíssima o senhor Renato Raffaele Cardeal Martino.



Nascimento: 23/11/1932, em Salerno - Itália.
Educação: Pontifícia Universidade Gregoriana (filosofia e teologia); Pontifícia Universidade Lateranense (direito civil e direito canônico; doutorado em direito canônico); Pontifícia Academia Eclesiástica.
Sacerdócio: 27/06/1957 para a Arquidiocese de Salerno.
Ministério Pastoral: serviço diplomático da Santa Sé.
Episcopado: 14/12/1980 como Arcebispo titular e nomeado Pró-Núncio na Tailândia e Delegado Apostólico no Laos; nomeado contemporaneamente Pró-Núncio em Singapura em 1981; nomeado contemporaneamente Delegado Apostólico na Malásia e em Brunei em 1983; transferido como Observador Permanente nas Nações Unidas em 3/12/1986; promovido a Presidente do Pontifício Conselho "Iustitia et Pax"" em 1º/10/2002; nomeado contemporaneamente Presidente do Pontifício Conselho para o Cuidado Pastoral dos Migrantes e Itinerantes em 11/03/2006; renunciou aos postos em 28/02/2009.
Cardinalato: 21/10/2003 para a diaconia de São Francisco de Paula "ai Monti".

Participou do conclave que elegeu o Papa Bento XVI.
Perdeu o direito de eleger o Pontífice Romano em 23/11/2012, quando completou 80 anos de idade.

Tendo perdido o direito de participar do Conclave, será o primeiro cardeal-diácono eleitor a anunciar o nome do novo Pontífice Romano. Em 13/06/2014, tal função caberia a S. Emª Revma. Sr. Cardeal William Joseph Levada, Prefeito Emérito da Congregação para a Doutrina da Fé. 

Direito de Opção no Sacro Colégio dos Cardeais

Hoje, no curso do Consistório Ordinário Público para a Canonização de seis novos Santos, celebrado na Sala do Consistório do Palácio Apostólico, 6 Cardeais-Diáconos (criados em 21/10/2003) optaram pela Ordem dos Cardeais-Presbíteros, em razão de haverem completado 10 anos desde sua criação naquela Ordem. São eles:

S. Emª Revma. Sr. Cardeal Jean-Louis Tauran, até então Protodiácono, com o Título de Santo Apolinário "alle Terme Neroniane-Allessandrine", elevado pro hac vice.

S. Emª Revma. Sr. Cardeal Francesco Marchisano, com o Título de Santa Luzia "del Gonfalone", elevado pro hac vice.

S. Emª Revma. Sr. Cardeal Julián Herranz Casado, com o Título de Santo Eugênio, elevado pro hac vice.

S. Emª Revma. Sr. Cardeal Javier Lozano Barragán, com o novo Título de Santa Dorotéia.

S. Emª Revma. Sr. Cardeal Attilio Nicora, com o Título de São Felipe Neri "in Eurosia", elevado pro hac vice.

S. Emª Revma. Sr. Cardeal George-Marie-Martin Cottier, com o Título de São Domingos e São Sisto.

Por outro lado, S. Emª Revma. Sr. Cardeal  Renato Raffaele Martino, optou por permanecer na Ordem Diaconal, tornando-se assim o novo Cardeal Protodiácono da Santa Igreja Romana.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Falecimento do Cardeal AGRÉ

Faleceu, em Paris, o senhor Cardeal Bernard Agré, aos 88 anos. O Sacro Colégio dos Cardeais passa a contar com 213 cardeais, dos quais 118 são eleitores e 95 não-eleitores.

Sua Eminência Reverendíssima Bernard Cardeal Agré
Arcebispo Metropolita Emérito de Abidjan


Nascimento: 2/03/1926, em Monga - Costa do Marfim.
Educação: Pontifícia Universidade Urbaniana (doutorado em teologia).
Sacerdócio: 20/07/1953.
Ministério Pastoral: tranalhos paroquiais; professor; diretor de escola; reitor de seminário; pároco; vigário-geral.
Episcopado: 3/10/1968 como Bispo de Man; transferido como Bispo de Yamoussoukro em 6/03/1992; promovido a Arcebispo de Abidjan em 19/12/1994; renunciou ao governo da Arquidiocese em 2/05/2006.
Cardinalato: 21/02/2001 com o título de São João Crisóstomo "a Monte Sacro Alto".

Participou do conclave que elegeu o Papa Bento XVI.
Perdeu o direito de eleger o Pontífice Romano em 2/03/2006, quando completou 80 anos de idade.

Falecimento: 10/06/2014, em Paris - França.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Falecimento do Cardeal LOURDUSAMY

Faleceu, em Roma, o senhor Cardeal Duraisamy Simon Lourdusamy, aos 90 anos. O Sacro Colégio dos Cardeais passa a contar com 214 cardeais, dos quais 118 são eleitores e 96 não-eleitores.

Sua Eminência Reverendíssima Duraisamy Simon Cardeal Lourdusamy
Arcebispo Metropolita Emérito de Bangalore
Prefeito Emérito da Congregação para as Igrejas Orientais


Nascimento: 5/02/1924, em Kalleri - Índia.
Educação: Pontifícia Universidade Urbaniana (doutorado em direito canônico).
Sacerdócio: 21/12/1951 para a Arquidiocese de Pondicherry.
Ministério Pastoral: trabalhos paroquiais; chanceler da cúria; secretário do arcebispo.
Episcopado: 22/08/1962 como Bispo Auxiliar de Bangalore; promovido a Arcebispo Coadjutor de Bangalore em 9/11/1964; sucedeu como Arcebispo de Bangalore em 11/01/1968; renunciou ao governo da Arquidiocese em 30/4/1971;  nomeado Secretário da Congregação para a Propagação da Fé em 26/02/1973; promovido a Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais em 30/10/1985; renunciou à Prefeitura do mesmo dicastério em 24/05/1991.
Cardinalato: 25/05/1985 para a diaconia de Santa Maria das Graças "alle Fornaci fuori Porta Cavalleggeri"; elevada a título pro hac vice em 29/01/1996.

Perdeu o direito de eleger o Pontífice Romano em 5/02/2004, quando completou 80 anos de idade.
Jamais participou de qualquer conclave.

Falecimento: 2/06/2014, em Roma - Itália.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Cardeal Monterisi completa 80 anos

S. Emª o Cardeal Francesco Monterisi, Arcipreste Emérito da Basílica Papal de São Paulo Fora-dos-Muros (Itália), completa hoje 80 anos de idade.

Segundo o estabelecido pelo Motu proprio Ingravescentem aetatem, de 21/11/1970, perdeu o direito de participar do conclave em vista da eleição do Sumo Pontífice.

Nesta data o Sacro Colégio dos Cardeais conta com 215 purpurados, dos quais 118 são eleitores e 97 não-eleitores. 

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Falecimento do Cardeal CÉ

Faleceu, em Veneza, o senhor Cardeal Marco Cé, aos 88 anos. O Sacro Colégio dos Cardeais passa a contar com 215 cardeais, dos quais 119 são eleitores e 96 não eleitores.

Sua Eminência Reverendíssima Marco Cardeal Cé
Patriarca Emérito de Veneza


Nascimento: 8/07/1925, em Izano - Itália.
Educação: Pontifícia Universidade Gregoriana (doutorado em teologia); Pontifício Instituto Bíblico (mestrado em Sagradas Escrituras).
Sacerdócio: 27/03/1948 para a Diocese de Crema.
Ministério Pastoral: vice-reitor e reitor de seminário; professor; pregador de retiros. 
Episcopado: 17/05/1970 como Bispo Auxiliar de Bolonha; promovido a Patriarca de Veneza em 7/12/1978; renunciou ao governo do Patriarcado em 5/01/2002.
Cardinalato: 30/06/1979 com o título de São Marcos.

Participou do conclave que elegeu o Papa Bento XVI.
Perdeu o direito de eleger o Pontífice Romano em 8/07/2005, quando completou 80 anos de idade.

Falecimento: 12/05/2014, em Veneza - Itália

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Falecimento do Cardeal DELLY

Faleceu, em San Diego, o senhor Cardeal Emmanuel III Delly, aos 86 anos. O Sacro Colégio dos Cardeais passa a contar com 216 cardeais, dos quais 119 são eleitores e 97 não eleitores.

Sua Beatitude Eminentíssima Emmanuel III Cardeal Delly
Patriarca Emérito de Babilônia dos Caldeus


Nascimento: 27/09/1927, em Telkaif - Iraque.
Educação: Pontifícia Universidade Urbaniana (mestrado em filosofia; doutorado em teologia); Pontifícia Universidade Lateranense (doutorado em direito canônico).
Sacerdócio: 21/12/1952.
Ministério Pastoral: trabalhos paroquiais.
Episcopado: 19/04/1963 como Bispo Auxiliar de Babilônia dos Caldeus; promovido a Arcebispo ad personam em 6/05/1967; renunciou ao ofício de Auxiliar em 24/10/2002; eleito Patriarca de Babilônia dos Caldeus em 3/12/2003 e recebeu a Comunhão Eclesiástica do Papa João Paulo II no mesmo dia.
Cardinalato: 24/11/2007 como Cardeal-Patriarca.

Tendo sido criado cardeal após os 80 anos de idade, jamais participou de qualquer conclave.

Falecimento: 08/04/2014, em San Diego-CA, EUA.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Cardeal Grão-Mestre da Ordem do Santo Sepulcro

A Ordem Eqüestre do Santo Sepulcro de Jerusalém data do tempo da Primeira Cruzada, quando o líder cruzado, Godfrey de Bouillon, libertou Jerusalém. Como elemento de reorganização pública, religiosa e militar dos territórios então libertados do controle muçulmano, ele fundou a Ordem dos Cônegos do Santo Sepulcro. O primeiro Rei de Jerusalém, Balduíno I, assumiu a liderança da Ordem em 1103 e reservou para si e para seus sucessores (como agentes do Patriarca de Jerusalém) o direito de nomear Cavaleiros, na ausência ou na incapacidade de o Patriarca o fazer.

Os membros da Ordem são Cônegos Regulares (Frates) ou Cônegos Seculares (Confratres). Os últimos eram Cavaleiros armados escolhidos entre as tropas por suas qualidades; eles faziam votos de obediência e de pobreza, segundo a Regra de Santo Agostinho, e assumiam a defesa do Santo Sepulcro e dos Lugares Santos, sob o comando do Rei de Jerusalém.

Terminada a Primeira Cruzada, as tropas – incluídos os Cavaleiros da Ordem dos Cônegos do Santo Sepulcro – retornaram a suas terras de origem. Isto levou à criação de Priorados em toda a Europa.

A Ordem começou a declinar como um corpo militar coeso após Saladino tomar Jerusalém em 1182, e deixou de existir completamente após a derrota de Acre em 1291. O fim do Reino Cristão de Jerusalém deixou a Ordem sem líder, embora continuasse a subsistir nos priorados europeus graças à proteção de soberanos, príncipes, bispos e da Santa Sé.

Os priorados mantiveram vivos os ideais dos Cavaleiros Cruzados: propagação da Fé, defesa dos fracos, caridade para com o próximo. Com a exceção de eventos na Espanha, apenas raramente os Cavaleiros do Santo Sepulcro tomaram parte novamente em ações militares para defender a Cristandade.

No século XIV, a Santa Sé pagou uma soma considerável ao Sultão Egípcio a fim de conceder aos Frades Franciscanos o direito de proteger os Santuários Cristãos. Por todo o período subsequente à supressão do Patriarcado Latino, o direito de criar novos Cavaleiros foi prerrogativa da mais alta autoridade católica na Terra Santa: o Custódio.

Em 1847 o Patriarcado foi restaurado e o Papa Pio IX modernizou a Ordem, dando-lhe uma nova Constituição, colocando-a sob direta proteção da Santa Sé e conferindo seu governo ao Patriarca Latino. O principal papel da Ordem foi também redefinido: sustentar as obras do Patriarcado Latino de Jerusalém, preservando ao mesmo tempo seu dever espiritual de propagação da Fé.

Em 1949, Pio XII decretou que o Grão-Mestre da Ordem seria um Cardeal da Santa Igreja Romana e atribuiu a posição de Grão-Prior ao Patriarca Latino de Jerusalém.

O atual Grão-Prior é Sua Beatitude Patriarca Fouad Twal.

O GRÃO-MESTRE

Desde 15 de março de 2012, o Grão-Mestre da Ordem é Sua Eminência Reverendíssima o Sr. Cardeal Edwin Frederick O’Brien.



Nascimento: 8/04/1939, em New York - EUA.
Educação: Seminário "St. Joseph's" (filosofia e teologia); Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (doutorado em teologia).
Sacerdócio: 29/05/1965 para a Arquidiocese de Nova Iorque.
Ministério Pastoral: capelão militar; vice-chanceler da arquidiocese; trabalhos paroquiais; reitor de seminário; reitor do Pontifício Colégio Norte-americano.
Episcopado: 23/03/1996 como Bispo Auxiliar de Nova Iorque; promovido a Arcebispo Coadjutor do Ordinariato Militar dos EUA; sucedeu como Arcebispo do mesmo Ordinariato em 12/08//1997; transferido como Arcebispo de Baltimore em 12/07/2007; renunciou ao governo da Arquidiocese em 29/08/2011 e foi nomeado Pró-Grão Mestre da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém em 29/08/2011; promovido a Grão Mestre da mesma Ordem em 15/03/2012.
Cardinalato: 18/02/2012 para a diaconia de São Sebastião "al Palatino".

Participou do conclave que elegeu o Papa Francisco.
Gozará do direito de eleger o Pontífice Romano até 8/04/2019, quando completará 80 anos de idade.

Foram Grãos-Mestres da Ordem os Senhores Cardeais:
6º Cardeal John Patrick Foley (2007-2011)
5º Cardeal Carlo Furno (1995-2007)
4º Cardeal Giuseppe Caprio (1988-1995)
3º Cardeal Maximilien de Fürstenberg (1972-1988)
2º Cardeal Eugène-Gabriel-Gervais-Laurent Tisserant (1960-1972)

1º Cardeal Nicola Canali (1940-1961)

Cardeal Patrono da Ordem de Malta

A Ordem Soberana Militar e Hospitalar de São João de Jerusalém de Rodes e de Malta é uma das mais antigas Instituições da civilização ocidental e cristã. Presente na Palestina desde 1050, é uma Ordem religiosa laical, tradicionalmente militar, equestre e nobiliárquica. Entre os seus 13.500 membros, alguns são frades professos, outros pronunciaram promessa de obediência. Os demais cavaleiros e damas que a compõem são leigos dedicados ao exercício da virtude e da caridade cristã. Aquilo que distingue os Cavaleiros de Malta é seu empenho em aprofundar a própria espiritualidade no âmbito da Igreja e em dedicar parte das próprias energias ao serviço dos pobres e dos que sofrem, que se concretizam através do trabalho voluntário de damas e cavaleiros em estruturas assistenciais, sanitárias e sociais. Hoje a Ordem está presente em mais de 120 países com suas próprias iniciativas médicas, sociais e assistenciais.

A Ordem conserva as prerrogativas de um ente independente e soberano; tem um próprio ordenamento jurídico;  e emite passaportes, selos e moedas.

O chefe da Ordem, eleito vitaliciamente é, desde 11 de março de 2008: Sua Alteza Eminentíssima o Príncipe e Grão-Mestre Fra’ Matthew Festing.

A Ordem, cuja sede é em Roma, mantém relações diplomáticas com 104 Estados em todo o mundo, muitos dos quais não-católicos. A Ordem de Malta é neutra, imparcial e apolítica, caracterísitcas que a tornam particularmente apta a intervir como mediadora entre Estados.

Faz alguns anos a Ordem regressou a Malta, após o acordo com o governo maltês que concede à Ordem o uso exclusivo do Forte Sant’Angelo por 99 anos. Situado na cidade de Birgu, o Forte pertenceu aos Cavaleiros desde 1530 até a ocupação da ilha por Napoleão em 1798.

Sendo uma Ordem Religiosa desde 1113, quando foi reconhecida pelo Papa Pascal II, está ligada à Santa Sé. Sua natureza religiosa coexiste com sua plena soberania. Deste modo o Grão-Mestre é ao mesmo tempo Chefe de Estado Soberano e de uma Ordem Religiosa. Nesta última condição a Santa Igreja Romana lhe confere a dignidade cardinalícia, razão pela qual faz uso do pronome de tratamento “Eminência”.

O Papa nomeia também um Cardeal da Igreja Romana como seu representante junto à Ordem, o Cardinalis Patronus – Cardeal Patrono – cujo dever é promover os interesses espirituais da Ordem e de seus membros e manter relações com a Santa Sé.

O Papa também elege um Prelado da Ordem entre três candidatos propostos pelo Grão-Mestre. O Prelado é o superior eclesiástico dos clérigos da Ordem. O atual Prelado é S. Exª Revma. Dom Angelo Acerbi, Arcebispo titular de Zella.

O CARDEAL PATRONO

Desde 30 de novembro de 2010, o Cardeal Patrono da Ordem é Sua Eminência Reverendíssima o Sr. Cardeal Paolo Sardi.



Nascimento: 1º/09/1934, em Ricaldone - Itália.
Educação: Pontifícia Universidade Gregoriana (filosofia, teologia, mestrado em teologia e doutorado em direito canônico).
Sacerdócio: 29/06/1958 para a Diocese de Acqui.
Ministério Pastoral: professor; serviço na Cúria Romana.
Episcopado: 6/01/1997 como Arcebispo titular e nomeado Núncio com responsabilidades especiais; nomeado Vice-Camerlengo da Santa Igreja em 23/10/2004; promovido a Pró-Patrono da Soberana Ordem de Malta em 6/06/2009; nomeado Patrono da mesma Ordem em 20/11/2010.
Cardinalato: 20/11/2010 para a diaconia de Santa Maria Auxiliadora "in Via Tuscolana".
Participou do conclave que elegeu o Papa Francisco.
Gozará do direito de eleger o Pontífice Romano até 1º/09/2014, quando completará 80 anos de idade.

Foram Patronos da Ordem os Senhores Cardeais:
5º Cardeal Pio Laghi (1993-2009)
4º Cardeal Sebastiano Baggio (1984-1993)
3º Cardeal Paul-Pierre Philippe (1978-1984)
2º Cardeal Giacomo Violardo (1969-1978)
1º Cardeal Paolo Giobe (1961-1969)



sábado, 22 de março de 2014

Renúncia e Sucessão em Thàn-Phô Hô Chi Minh

O Santo Padre o Papa Francisco aceitou a renúncia de S. Emª Revma. o Cardeal Jean-Baptiste Pham Minh Man, ao governo da Arquidiocese de Thàn-Phô Hô Chi Minh, Vietnã, e nomeou Arcebispo Metropolita da mesma Sé S. Exª Revma. Dom Paul Bùi Van Doc, até o momento Arcebispo Coadjutor.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Cardeal Tettamanzi completa 80 anos

S. Emª o Cardeal Dionigi, Arcebispo Metropolita Emérito de Milão (Itália), completa hoje 80 anos de idade.

Segundo o estabelecido pelo Motu proprio Ingravescentem aetatem, de 21/11/1970, perdeu o direito de participar do conclave em vista da eleição do Sumo Pontífice.

Nesta data o Sacro Colégio dos Cardeais conta com 217 purpurados, dos quais 119 são eleitores e 98 não-eleitores. 

quarta-feira, 12 de março de 2014

Falecimento do Cardeal POLICARPO

Faleceu, em Lisboa, o senhor Cardeal José da Cruz Policarpo, aos 78 anos. O Sacro Colégio dos Cardeais passa a contar com 217 cardeais, dos quais 120 são eleitores e 97 não-eleitores.

Sua Eminência Reverendíssima José da Cruz Cardeal Policarpo
Patriarca Emérito de Lisboa


Nascimento: 26/02/1936, em Alvorninha - Portugal.
Educação: Seminário Maior Cristo Rei (filosofia e teologia); Pontifícia Universidade Gregoriana (doutorado em teologia).
Sacerdócio: 15/08/1961 para o Patriarcado de Lisboa.
Ministério Pastoral: reitor de seminário; professor; diretor de faculdade.
Episcopado: 29/06/1978 como Bispo Auxiliar de Lisboa; promovido a Arcebispo Coadjutor de Lisboa em 5/03/1997; sucedeu como Patriarca de Lisboa em 24/03/1998; renunciou ao governo do Patriarcado em 19/05/2013.
Cardinalato: 21/02/2001 com o título de Santo Antonio "in Campo Marzio".

Participou dos conclaves que elegeram os papas Bento XVI e Francisco.
Gozaria do direito de eleger o Pontífice Romano até 26/02/2016, quando completaria 80 anos de idade.

Falecimento: 12/03/2014, em Lisboa, Portugal.